Matheus Rodrigues, motorista de app, vê uma boa alternativa no programa Mobilidade Cidadã

Matheus é um observador atento do trânsito de Contagem. Ele precisa de um tráfego bom para poder chegar ao seu destino, que é levar e trazer passageiros, para garantir o sustento de sua família.

Matheus Rodrigues trabalha como motorista de aplicativo em Contagem e é um observador atento do que acontece no trânsito. Ele quis deixar sua participação registrada no Programa Mobilidade Cidadã. “Da minha rotina, o que eu vejo é que tem dia que a coisa fica complicada aqui no bairro, um volume grande de veículos, principalmente nos horários de pico, coisa que não tinha alguns anos atrás”, avalia.

Sim, o Matheus conclui que o trânsito é dinâmico, registrando com precisão as mudanças na vida da população. Ontem tinha menos carros, hoje tem mais. Com o fluxo maior de veículos, ele aponta um gargalo que surgiu e que vem exigindo intervenções para melhorar. “Um problema que tem acompanhado a gente há muito tempo é a má sinalização ou a falta de sinalização”, indica ele.

Mesmo sendo motorista de aplicativo, ou seja, ganhando a vida com transporte privado, o jovem aposta no transporte coletivo de qualidade para o trânsito fluir melhor. “A gente vê a coisa funcionando bem em outros países, então acho que a gente devia trazer isso pra cá. A gente vê todo mundo usando transporte público em outros países, desde a pessoa pobre até a rica. Acho que essa cultura devia ser implantada aqui, mas para isso ia precisar de um transporte público de qualidade”, reflete Matheus.

Enquanto esse futuro do transporte coletivo de qualidade começa a ser desenhado em Contagem, Matheus acredita que a conscientização para a convivência no trânsito, ainda que não seja fácil de ser implementada, é uma iniciativa recomendável. “Porque eu acho que existem dois tipos de erro. Um que é da natureza humana, que a gente comete por descuido, em determinado momento; e o erro que é consequência de um ato de imprudência. Esse é injustificável e pode ser evitado”, diz, concluindo que a conscientização para o trânsito entra nesse ponto e que o fruto desse trabalho, feito com campanhas, deve ser colhido no futuro.

Matheus participa do Mobilidade Cidadã porque acredita que seu trabalho permite a ele ter uma visão diferenciada do trânsito. Ele fez seu cadastro a partir de uma ligação que recebeu da equipe de telemarketing da Transcon.

Assim como o Matheus, motoristas, pedestres e usuários do transporte público estão sendo cadastrados, através de uma equipe de mobilização telefônica que faz o convite para participação voluntária.

O cadastro é feito também por equipes de mobilizadores sociais em todas as linhas de ônibus do município. Você também pode participar, dando a sua opinião, através do telefone (31) 3329-3390. Os nossos atendentes farão seu cadastro e irão informar como são feitas as consultas telefônicas. Saiba mais e acompanhe os resultados do programa Mobilidade Cidadã no site http://transcon.contagem.mg.gov.br. A Transcon agradece a sua participação.

Gosta deste artigo?

Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Compartilhar

Deixe um comentário