Ladiney Araújo, um Motorista Cidadão,pede mais conscientização no trânsito.

Ele vem de uma família de caminhoneiros e decidiu participar do programa Mobilidade Cidadã, que a Transcon está lançando, para contribuir com sua vivência para um trânsito melhor.

Nascido e criado em Contagem, o caminhoneiro Ladney Araújo é filho de carreteiro. “Desde quando eu me conheço, sempre andei dentro de caminhão”. Atualmente ele trabalha com frete e utiliza bastante as vias públicas de Contagem. “Todas que têm saída pra BH e a região metropolitana… todas as vias de Contagem, eu rodo nelas”, explica ele.

Araújo propõe o recapeamento de vias e outras melhorias, mas destaca que a conscientização é uma questão fundamental. “Acho que para melhorar o futuro, o pessoal tem que ser mais consciente, praticar a gentileza no trânsito, que está meio falha”. E lembra que a conscientização deve acontecer por parte dos usuários pra se fazer um trânsito mais humano, cabendo aos governantes e autoridades investir em obras e reformas para desafogar o tráfego e melhorar a vida das pessoas.

Ladney vê com bons olhos o programa Mobilidade Cidadã, que vai ouvir semanalmente um grupo de usuários do trânsito e transporte público de Contagem. “Eu acho que tem que ser feita sim a pesquisa, pra gente tomar a opinião dos usuários. Porque formando opinião, gera um bom trabalho e um bom resultado”, aponta o caminhoneiro. Foi por isso que ele decidiu participar do programa e fez seu cadastro através do telefone divulgado pela Transcon.

Vários usuários estão sendo cadastrados voluntariamente, por equipes de mobilizadores, em todas as linhas de ônibus do município, e também por meio de uma equipe de mobilização telefônica que liga para moradores em todas as regiões convidando-os para participar. Você também pode dar a sua opinião! Ligue para (31) 3329-3390. Os nossos atendentes farão seu cadastro e irão informar como são feitas as consultas telefônicas. Saiba mais e acompanhe os resultados do programa Mobilidade Cidadã no site http://transcon.contagem.mg.gov.br. A Transcon agradece a sua participação.

Gosta deste artigo?

Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Compartilhar

Deixe um comentário